HISTÓRICO

O Laboratório Van de Graaff iniciou suas atividades em 1973, ano em que entrou em operação o acelerador eletrostático de 4MV (High Voltage Engineering Corporation-KN 4000), que é seu equipamento central e em torno do qual as atividades das diversas áreas de atuação são desenvolvidas, a saber: Física Atômica, Física de Superfícies, Física de Materiais, Física Ambiental e Física das Radiações. O acelerador Van de Graaff tem mantido nestes anos um excelente desempenho, com uma média de 1500 horas/ano de feixe utilizados para experiências científicas (1310 horas em 2001) e os tipos de feixe utilizados em 2001 foram proton, deuteron , He+, C+, N+, N2+ e O+, com tensões de aceleração variando entre 200 kV e 3.8 MV.

Com a crescente diversificação das linhas de pesquisa nos últimos foram montados quatro novos laboratórios:

No ano de 1997 foi completada a montagem de um acelerador de 30 kV, inteiramente desenvolvido em nossas oficinas e atualmente dedicado a pesquisa em Colisões Atômicas.

Seu quadro permanente de pesquisadores é hoje formado por 8 professores, todos com doutorado. São várias as colaborações científicas envolvendo pesquisadores do Laboratório e de outras instituições de pesquisa do Brasil, COPPE-UFRJ, IRD-CNEN, IF-UFF, IF-UFRGS, IF-USP/São Carlos, IF-UNICAMP, INPE e do exterior, Universidades de Belfast, Rosário, Missouri, Frankfurt e Trento.